APTR ULTRA 60K DE PEDRA AZUL-ES. UM RELATO EMOCIONANTE!

Olá Pessoal!

No post de hoje, trouxemos o relato emocionante do nosso amigo corredor José Geraldo Soares Silva.

Ele correu o APTR Ultra de Pedra Azul-ES, que aconteceu no último dia 12/11 em terras Capixabas.

Acompanha e se emocione também!

“Olá galera… Foi muita emoção e adrenalina total gerada nessa ultra realizada ontem.

A largada foi às 06:30h e o trânsito de Vila Velha onde fiquei hospedado até o Parque Estadual de Pedra Azul (120 km) é caótico. Atrasei e larguei sozinho às 06:40h.

Após correr uns 15 minutos, simplesmente a fita de marcação da minha modalidade desapareceu!!! Eu que já estava tenso e nervoso, Imaginem como fiquei… Procurei e procurei e nada! Desisti da prova e retornei muito emocionado e chorando muito.

Chegando novamente ao ponto da largada já às 07:30h, o professor Adevan que é o organizador do evento, me levou num ponto mais alto e me apontou um local que ficava há uns 2 Km por onde a trilha passava. Como a prova é muito longa e com 12 horas de tempo limite, mesmo já com 1 hora de atraso resolvi tentar.

Consegui localizar as fitas da minha prova e prossegui. Os primeiros 20 Km foram duríssimos, castigantes… Atrasado, desestabilizado psicológico e emocionalmente com tudo que estava ocorrendo, senti as pernas pesarem na subida de uma trilha duríssima no Km 23.

Comecei a chorar, chorar e chorei muito. Era o fim pra mim, chega! Parei! Desisti!

Como o percurso passava pelo ponto de largada no Km 25, cheguei lá muito abatido, frustrado e decepcionado e chorando pra caramba! Sou emotivo e muito chorão. Todos da organização me cumprimentaram e me abraçaram.

Sabem o que o professor Adevan fez?

” Zé, vai desistir porque? Você está muito bem na prova. Você está com 04:40h de prova e mesmo largando com 1 hora de atraso já percorreu 25K… Ainda lhe restam 07:20h pra você concluir a prova. Vai lá cara, não pára não! Tem 05 corredores que estão há menos de 30 minutos na sua frente!”

Emoção pura no meio da trilha!

Injeção de ânimo total. Parti… e parti com força! No Km 28 que saia da trilha e passava por um estradão sabem quem estava lá? O professor Adevan. Ele me abraçou forte, muito forte e me disse: ” Zé, você é um exemplo de superação, motivação e de espírito desportista. Atletas como você é que me inspiram na continuidade do meu trabalho Parabéns cara!”

Chorei de novo e dessa vez até soluçar. Afinal de contas, é isso que vale a pena! 

A partir daí corri, corri e corri Muito! Na minha cabeça só pensamentos bons: Estou aqui pra chorar e sofrer… mas acima de tudo, estou aqui pra comemorar a vida e ser feliz! Ser muito feliz! E ai me lembrei da amiga Gisele Gi. De todo seu positivismo, otimismo e alto astral. Ainda consegui ultrapassar 9 corredores e mesmo com 01 hora de atraso, fechei a prova com o tempo total de 09:25h após percorrer não 60K, mas aproximadamente 68K.

Todos comemoram comigo na chegada… Eu vibrei Muito! A minha medalha o professor Adevan fez questão de entregar e trocamos um abraço muito forte e caloroso.

Agradeço a Deus pela força que me moveu e pelo poder de superação, a todos da organização da APTR pelo apoio e motivação, a vocês meus amigos por todo o apoio, e, principalmente à minha esposa Lucineide Gama Dos Santos Gama, meus filhos Felipe Martin, Kamilly e Mariana que ficaram no hotel, apreensivos, e torceram muito por mim.

Deus abençoe a todos… Abraços no coração de cada um!”

José Geraldo (número 60025) e o professor Adevan Pereira ao seu lado.

Histórias como essas nos motivam cada vez mais a nunca parar!

Parabéns, Zé! E muito obrigado por dividir esse momento único conosco!

Abraços e boas corridas!

 

 

Comentários estão fechados.