PRECISAMOS FALAR DO SENHOR ROBERTO

Eu sei, o assunto é chato… Eu também sei que provavelmente você já deve ter lido sobre ele nos últimos dias na internet.

Porém, por se tratar de um espaço onde falamos sobre esporte, principalmente corrida, não posso deixar passar em branco, infelizmente!

No último dia 10/02, o Globo publicou uma matéria falando sobre o senhor Roberto Lopes, uma figura já conhecida nas redes sociais dos corredores.

Não o conhece? Bem, deixa eu te explicar:

Roberto é um senhor de 63 anos, que ficou bem famoso nas redes sociais pelos seus treinos e sua dedicação. Sempre com frases motivacionais, inspirou muitos atletas amadores a não desistirem!

Até agora lindo, não??!! Então…

Muitos sempre desconfiaram dos tempos e dos paces que Roberto postava. Ainda mais que ele somente colocava a foto do seu cronômetro, nunca um garmin, por exemplo. Mas, como todos são inocentes até que provem o contrário, sempre ficou por isso mesmo.

Mas, como diriam os mais antigos, “mentira tem perna curta”!

Na edição da São Silvestre em 2015, Roberto Lopes Diniz, de 61 anos à época, apareceu em 54º lugar, na frente de muitos atletas de elite. Apesar das suspeitas e das muitas polêmicas nas redes sociais (logo após a prova, para “provar” que corrida realmente rápido, ele postou um treino de 10km em 33 minutos, o que seria o recorde mundial para a sua idade), o caso acabou caindo no esquecimento. E Roberto, por incrível que pareça, acabou tendo sua marca na São Silvestre de 2015 homologada.

Roberto andava sumido nos últimos tempos… Todos pensavam que depois daquilo tudo, ele iria aprender e sossegar.

Mas não é que ele resolveu aprontar de novo neste último fim de semana?

No último domingo, Roberto apareceu como Top 100 no Rio City Half Marathon, completando os 21km do percurso com o incrível tempo de 1h23m. Havia sete mil inscritos na prova, e ele teria chegado entre os 100 primeiros.

Logo que ele completou a prova carioca, as primeiras suspeitas já pairavam no ar. Na manhã desta segunda-feira, a organização confirmou que Roberto havia participado da largada, mas não passou pelos outros pontos de controles ao longo do percurso. Sem esses registros de passagem, a organização desqualificou Roberto.

A principal suspeita é que ele tenha pego um táxi até um local próximo à linha de chegada. Para confirmar seu “teatro”, Roberto cruzou a linha de chegada com a camisa bastante molhada e passando mal a ponto de ser atendido pelos médicos.

Para piorar sua situação, Roberto correu com um número de inscrição que não era o seu, e pertencia a um homem na categoria até 39 anos. A organização da prova não quis revelar o dono desse número de inscrição, mas confirmou que ele está banido das provas organizadas pela empresa.

Por ter chegado entre os 100 primeiros, Roberto recebeu uma medalha especial e chegou a tirar uma foto com ela no Facebook, o que irritou demais o mundo da corrida neste início de semana.

Agora, meus amigos, vocês devem estar se fazendo a mesma pergunta que eu: PRA QUÊ?!?!?

Roberto deveria ter um grande orgulho de si mesmo, por se tratar de um senhor da terceira idade que leva uma vida ativa. Você sabe quantas pessoas no mundo são capazes de correr 21km? E quantas pessoas acima dos 60 anos podem fazer isso?! Te garanto que o número é bem pequeno!

Porém, ao invés disso, esse senhor prefere trapacear. Enganar os outros e a si mesmo em troca de alguns likes. Passou de referência à vergonha. Que ensinamentos ele vai deixar para os seus filhos e netos? E para os membros da igreja aonde ele é pastor?

Será que ele também vai reclamar da corrupção no nosso país?! Se sim, é um cara de pau sem tamanho!

Corrida é um dos esportes mais populares do mundo. Para praticar, é preciso somente força de vontade e um par de tênis. Quer dizer, muitas vezes nem o par de tênis!

Nunca tive e nem nunca terei vergonha dos meus tempos. É claro que sempre queremos melhorar nosso desempenho, mas jamais de uma maneira suja e baixa.

Somos corredores. Nos exercitamos e nos movimentamos por puro prazer. E somos muito felizes assim! Não importa o quão lento você é, você já é mais rápido do que quem está em casa no sofá!

Que o caso do senhor Roberto sirva de exemplo para todos. Um exemplo do que não deve ser feito, não apenas na corrida, como também na sociedade!

Seja um exemplo. Não seja uma vergonha.

Abraços e boas corridas!

fonte: O Globo

Comentários estão fechados.